Prazeres da mesa

Vinhos

35 TINTOS ATÉ 50 REAIS

O Ranking de Prazeres da Mesa fez um megapainel de tintos que custam até 50 reais. O resultado mostra algumas belas surpresas que merecem lugar na casa de qualquer enófilo

Por: Prazeres Da Mesa | 24.jan.2017

Por Marcel Miwa  

Fotos RJ Castilho e Divulgação 

prazeres da mesa_degustaçao 157 A tarefa inicialmente não se mostrava fácil. Se por um lado há um nicho cada vez maior de consumidores que buscam vinhos com preços acessíveis, por outro a oferta é gigantesca e heterogênea em termos de qualidade. Quem nunca perdeu alguns minutos em frente a uma gôndola de supermercado ou loja de vinho? As inúmeras ofertas por vezes confundem, e decidimos reunir as sommelières Daniela Bravin e Cassia Campos, os especialistas Thiago Mendes (Enocultura), Rodrigo Lanari (Winext), Alexandre Rodrigues e Marcel Miwa (Prazeres da Mesa) para provar 45 rótulos de tintos que custam até 50 reais no mercado, das mais diversas origens, para constatar se existem bons valores nessa categoria.

A conclusão é que existem muitos vinhos corretos, sem ou com poucos defeitos que não comprometem o prazer em bebê-los. Obviamente, a tecnologia atual também permite que o resultado médio seja satisfatório; com todas as análises laboratoriais e técnicas para corrigir alguns defeitos nos vinhos (taninos e acidez, leveduras selecionadas, filtros e separadores), o consumidor pode navegar em águas um pouco mais seguras, mesmo nessa faixa de preço. Ainda assim não nos contentamos com essa primeira conclusão e conseguimos encontrar alguns tintos que entregam algo mais, principalmente em complexidade aromática e precisão (nitidez da proposta), estes com notas acima de 87 pontos.

Entre as amostras provadas, dez rótulos ficaram de fora por não atingir a nota mínima e houve um com problema de rolha (bouchonée).

Os vinhos foram separados por país de origem e provados às cegas pelos degustadores. O serviço de vinhos do restaurante NB Steak, onde foi realizada a prova, foi impecável,  e a companhia das águas San Pellegrino e Panna e os pães Panesse, como sempre, foram de suma importância para limpar o paladar entre os “flights” de vinhos.

Finca Las Moras Syrah 2015

Avaliação: 89

San Juan, Argentina / R$ 48,90, Decanter

Ao norte de Mendoza, San Juan é conhecida pela boa relação qualidade e preço de seus vinhos. O grande destaque foi a pureza da fruta, os aromas de amora e ameixa têm boa precisão e intensidade. A ótima acidez e os taninos finos com boa presença formam um conjunto fácil de beber e com jeito de vinho de categoria superior.

Viña Maipo Syrah 2014

Avaliação: 89

Vale Central, Chile / R$ 40,43, Ravin

Um estilo que destoou dos parceiros chilenos. Aromas florais limpos com frutas vermelhas e especiaria (canela). Sem excesso de concentração ou álcool, tem bom frescor, taninos firmes, final com toque de ervas.

Luis Duarte Artefacto Colheita tinto 2013

Avaliação: 89

Alentejo, Portugal

R$ 49, wine.com.br

Fruta negra concentrada (cereja) e um toque de madeira que o deixa sedutor, com perfume de café com leite e toffee. Na boca, o bom frescor se destaca e deixa o vinho fácil de ser bebido.

Salton Classic Malbec 2015

Avaliação: 88

Mendoza, Argentina / R$ 20,40, Salton

Ótima surpresa, este tinto é o primeiro dessa linha da Salton feito fora do país. No melhor estilo “menos é mais”, tem aroma de ameixa fresca e violeta. Na boca, é leve, com boa acidez e taninos que não incomodam.

Esporão Pé Tinto 2015

Avaliação: 88

Alentejo, Portugal / R$ 40, Qualimpor

Este novo rótulo da Herdade do Esporão, feito com Trincadeira, Moreto e Castelão, comprova o ótimo momento que a vinícola vive. Fruta negra pura (cereja e ameixa), com toque de ervas, taninos compactos e ótima acidez formam um conjunto com vocação gastronômica.

Celaya Bayanegra Tempranillo 2015

Avaliação: 88

Albacete, Espanha /R$ 49,70, Mistral

Fruta negra (cereja) tostada, incenso e leve defumado mostram personalidade no nariz. Na boca a concentração está um degrau abaixo em intensidade, mas tem taninos bem polidos e acidez bem equilibrada em relação aos demais componentes.

Juanicó Don Pascual Reservado Tannat 2015

Avaliação: 88

Canelones, Uruguai / R$ 44,90, Interfood

Fruta vermelha fresca e limpa com toque de canela. Os taninos são finos e bem polidos. Uma boa surpresa para um Tannat; não há rusticidade em nenhum aspecto. Um tinto leve, fácil e direto.

01/12

Callia Alta Shiraz 2015

Avaliação: 88

San Juan, Argentina / R$ 49,90, Zahil

Boa fusão entre a fruta e as notas de carvalho. Fruta negra (ameixa e cereja), café com leite e baunilha se destacam no nariz, textura levemente untuosa, taninos finos e acetinados e acidez correta.

Chakana Malbec 2015

Avaliação: 88

Mendoza, Argentina / R$ 45, La Pastina

Ameixa e cereja limpos com toque de madeira tostada no nariz dão um perfil democrático ao vinho, mas com a precisão de um vinho superior. A boa acidez, com taninos nada agressivos, o faz uma aposta segura, para não errar.

Lapostolle Santa Alvara Carménère 2013

Avaliação: 88

Vale Central, Chile / R$ 48,27, Mistral

O lado herbal da Carménère aparece bem domado. O nariz é dominado por frutas vermelhas, pimenta vermelha e cravo. Na boca os taninos têm boa intensidade e mostram personalidade. No final algo de canela e leve calor.

Dunamis Cor Merlot  / Cabernet Franc  e Cabernet Sauvignon 2012

Avaliação: 88

Campanha Gaúcha, Brasil / R$ 44,90, Vinícola Dunamis

Este tinto feito pela jovem vinícola localizada próximo à fronteira com o Uruguai mostra fruta negra fresca com toque de baunilha e tosta no nariz. Na boca o álcool mal se nota, há ótimo frescor e a estrutura dada pelos taninos surpreende positivamente.

Aurora Varietal Pinot Noir 2016

Avaliação: 87

Serra Gaúcha, Brasil / R$ 25, Vinícola Aurora

Mais uma ótima surpresa pelo preço. Dentro do que se espera de um Pinot Noir, a coloração é clara, próxima de um rosado, e bastante leve na boca, um tinto para servir fresco e com cara de verão. Groselha, framboesa e banana no nariz com boa acidez e taninos discretos.

De Los Man Cabernet Sauvignon 2014

Avaliação: 87

Vale Rapel, Chile / R$ 49, Mr. Man

Pimenta, ervas e fruta vermelha fresca no nariz indicam um tinto de estrutura média para leve. Na boca o vinho ganhou alguns pontos mais pela boa estrutura, com taninos muito bem polidos e frescor adequado.

Leon de Tarapacá Cabernet Sauvignon 2015

Avaliação: 87

Vale Central, Chile / R$ 42, Épice

Boa mescla de fruta negra e especiarias no nariz (amora, cravo e cacau). Boca correta e coerência entre acidez e concentração. Os taninos estão um degrau acima em intensidade, percebidos no final.

01/12

Baron Philippe de Rothschild Anderra Cabernet Sauvignon 2013

Avaliação: 87

Maipo, Chile / R$ 44, wine.com.br

Fruta vermelha madura, flores e toque herbal (arruda). Melhor na boca, mostra baunilha e canela além da fruta, com taninos finos levemente secantes e concentração de leve para mediana.

Trapiche Vineyards Malbec 2015

Avaliação: 87

Mendoza, Argentina / R$ 46,90, Interfood

O experiente enólogo Daniel Pi comanda a Trapiche e mesmo em uma linha simples não permite descuido. Ameixa madura e leve terroso no nariz segue para boca sedutora, com taninos abundantes mas muito finos e compactos.

Fermasa Baladero Malbec 2014

Avaliação: 87

Mendoza, Argentina / R$ 49,50, Barrica Negra

Vinícola comandada por uma família brasileira. As uvas vêm de Luján de Cuyo e mostram um perfil de Malbec jovem, com aromas de ameixa, violeta e um toque de chocolate. Na boca os taninos são maduros com média intensidade e bom polimento.

Esporão Alandra tinto 2015

Avaliação: 87

Alentejo, Portugal / R$ 45, Qualimpor

Fruta pura (cereja e mirtilo) com violeta e leve iogurte. Na boca tem mediana concentração e taninos e acidez ajustados à proposta, com média intensidade e sem arestas.

Piccini Vito Cabernet Sauvignon 2014

Avaliação: 87

Toscana, Itália  / R$ 49,69, Vinci

Fruta vermelha exuberante e toque selvagem de especiaria e ervas que faz lembrar um Primitivo. Na boca é leve, com taninos firmes que pedem a companhia de comida. No final aparecem mais notas de especiarias (canela e pimenta).

Trencalòs Tempranillo 2013

 Avaliação: 87

La Mancha, Espanha / R$ 49,90, World Wine

Correto e típico. A cereja que marca a Tempranillo está presente com boa intensidade e recebe a companhia de ameixa seca, cravo e madeira velha. Os taninos são potentes mas com bom polimento, na mesma intensidade da acidez.

Rey de Copas  Tempranillo 2015

Avaliação: 87

La Mancha, Espanha / Decanter

Fruta negra tostada (cereja) com um toque de cacau. Na boca é bastante coerente, com textura levemente untuosa, bom frescor, taninos maduros e sem arestas.

01/12

Club des Sommeliers Tempranillo 2015 

Avaliação: 87

Campanha Gaúcha, Brasil / R$ 44,90, Pão de Açúcar

Feito pela Vinícola Miolo com uvas da região da Campanha, este rótulo desenvolvido com exclusividade para a rede de supermecados apresentou fruta negra, terra e ervas no nariz, com bom frescor na boca e álcool que mal se nota.

Quereu Cabernet Sauvignon 2015

 Avaliação: 87

Vale Central, Chile / R$ 48,30, Premium

Fruta vermelha madura e limpa com toque terroso. Na boca é bastante correto para a proposta de um tinto leve, os taninos são delicados, há boa acidez e a fruta não perde o vigor até o final.

Santa Rita Nativa Terra Carménère 2015

Avaliação: 87

Vale Central, Chile / R$ 39,90, Pão de Açúcar

No nariz aparecem notas de frutas vermelhas (framboesa e morango) com iogurte e outras referência lácticas. Acidez, taninos e concentração estão em equilíbrio e há apenas um leve amargor no final que não chega a incomodar.

Rapariga da Quinta Select 2015

Avaliação: 87

Alentejo, Portugal  /R$ 43, Épice

As notas de carvalho estão um pouco acima das de fruta. Baunilha, malte e tosta estão no primeiro plano, com algo de groselha no fundo. Os taninos são firmes e a concentração está um pouco acima da dos concorrentes.

Marquês de Aldaz tinto 2014

 Avaliação: 87

Navarra, Espanha / R$ 49,69, Vinci

Bom mix de frutas negras e vermelhas no nariz, com um toque de agulha na boca (sutil presença de gás) que não chega a incomodar e ajuda a reforçar a sensação de frescor.

Santa Carolina Estrellas Carménère 2015

Avaliação: 86

Vale Rapel, Chile / R$ 39,49, Casa Flora e Porto a Porto

Fruta vermelha e negra com um toque floral (lírio). Na boca há leve doçura e amargor, encobertos pela fruta concentrada. Mostra leve adstringência no final.

Bianchi Don Valentin  Lacrado 2012

Avaliação: 86

San Rafael, Argentina / R$ 49, Mr. Man

Um estilo que destoou de todo o painel pelas notas de vinho evoluído. Alcaçuz, fruta vermelha em calda e acetona marcam o olfato, com boca mais íntegra. Os taninos são firmes e acompanhados de boa acidez. Para escoltar um assado.

01/12

Settesoli Casa Mia Nero d’Avola 2013

Avaliação: 86

Sicília, Itália / R$ 47,76, La Pastina

Fruta negra concentrada (ameixa e cereja) e bastante madura, sândalo e chocolate no nariz. Há boa concentração, taninos finos e compactos e a acidez poderia dar mais vivacidade ao conjunto.

Quinta da Alorna Portas do Sol 2015

Avaliação: 86

Tejo, Portugal / R$ 35,20, Adega Alentejana

Fruta vermelha com boa definição e um toque de sândalo. O conjunto é leve e com mediana intensidade. Os taninos estão um degrau acima e são levemente secantes.

Don Román Rioja 2014

Avaliação: 86

Rioja, Espanha R$ 49,05, Casa Flora e Porto a Porto

A presença do carvalho se nota antes da fruta. Baunilha, cacau, malte e chocolate ao leite aparecem em maior intensidade com algo de cereja no fundo. Os taninos têm bom polimento e tanto a acidez como a fruta (com boa qualidade) poderiam se mostrar mais.

Aurora Reserva Merlot 2015

Avaliação: 85

Serra Gaúcha, Brasil / R$ 46, Vinícola Aurora

Fruta negra com iogurte e baunilha. Parece um vinho jovem que ainda precisa integrar tantas notas lácticas no nariz. Na boca é delicado, com taninos nada agressivos, álcool bem integrado e frescor adequado.

Dikas Dão 2010

Avaliação: 85

Dão, Portugal / R$ 49, Brasvini

Mais uma amostra que denota evolução íntegra: aromas de especiarias e balsâmicos acima de fruta. Canela, cravo e pimenta-da-jamaica com um toque de fruta negra (cereja). Na boca mostra maior vivacidade com taninos bem polidos e delicados e ótima acidez.

Quinta do Cardo 2013

Avaliação: 85

Beira Interior, Portugal / R$ 50, wine.com.br

Fruta negra cristalizada, tabaco e esmalte mostram que o vinho não deve evoluir mais na garrafa. Os taninos estão macios e prontos, há frescor suficiente e textura levemente untuosa.

Roquevale Terras de Xisto 2014

Avaliação: 85

Alentejo, Portugal / R$ 45,90, Adega Alentejana

A fruta aparece de forma tímida no nariz, dominada pelas especiarias, acetona e balsâmico. Na boca mostra maior vitalidade com fruta vermelha madura e canela.

01/12

Avaliações: 

Excepcional – de 94 a 100 pontos

Ótimo – de 88 a 93 pontos

Muito bom – de 83 a 87 pontos

Bom – de 78 a 82 pontos

Aceitável – de 71 a 77

Não recomendável – Abaixo de 70

Matérias Relacionadas