Prazeres da mesa

Cervejas

Clássico paulista

Duas cervejas que acompanham muito bem o brasileiríssimo picadinho

Por: | 6.aug.2012

Por André Clemente e Edu Passarelli
Fotos Ricardo D’angelo

O picadinho é uma instituição da culinária paulista. Existem diversas variações da receita, que, como regra, tem como estrela cubos de carne cozidos ao molho. Neste mês, fomos conhecer a receita da chef Renata Cruz, do restaurante Amici. O delicioso picadinho de Renata leva, além de farofa, arroz e um bem temperado feijão acompanhando a carne, um inusitado e saboroso vinagrete de banana e pasteizinhos recheados de queijo.
Apostamos em duas cervejas de trigo para harmonizar, a austríaca Edelweiss e a alemã Erdinger. Ambas fizeram bonito na combinação, com notas refrescantes, cítricas e levemente adocicadas. A Edelweiss trouxe frescor ao prato, fazendo bonito com os acompanhamentos. Com a carne, a melhor parceria foi a Erdinger Dunkel, que apresenta notas de banana-passa, tostado e condimentado. Ela também fez boa companhia ao vinagrete e ao pastel, merecendo destaque no resultado final. Agora é com você. Aproveite a receita da chef Renata Cruz e procure suas próprias combinações.

PICADINHO AMICI
4 porções
400 g de miolo de alcatra; 60 g de manteiga
100 ml de molho de tomate fresco
20 ml de molho inglês
Sal e pimenta a gosto
Óleo para refogar
1 Pique a carne em cubinhos pequenos, tempere com sal e pimenta e reserve. 2 Aqueça uma panela com óleo, doure os cubinhos de carne e agregue o molho inglês. 3 Junte o molho de tomate, mexa e incorpore a manteiga. 4 Acerte o sal e a pimenta.

PASTEL DE QUEIJO
100 g de massa de pastel
80 g de muçarela ralada; óleo para fritar
1 Abra a massa e posicione pequenas porções de queijo no centro de cada pastel. 2 Dobre a massa por cima do recheio e corte em retângulos de aproximadamente 4 cm x 5 cm. 3 Frite-os por imersão em óleo quente e sirva imediatamente.

VINAGRETE DE BANANA
200 ml de azeite; 3 unidades de banana-prata
1 pimenta-dedo-de-moça picada em brunoise
1 cebola roxa pequena picada em brunoise
Suco de 2 limões
1 Corte as bananas em cubos e regue com o suco dos limões para que não fiquem escuras. 2 Acrescente os demais ingredientes com cuidado para não desmanchar as bananas; sirva gelado.

FEIJÃO DO AMICI
250 g de feijão-carioca
120 g de cebola picada em brunoise
100 g de bacon picado em brunoise
5 dentes de alho
Caldo de legumes caseiro para cozinhar
Folhas de louro, salsinha e sal a gosto
1 Escolha o feijão e deixe de molho de um dia para o outro. 2 Na panela de pressão, cozinhe o feijão no caldo de legumes com as folhas de louro. 3 Em outra panela, refogue o bacon, junte o alho e depois a cebola (seguindo esta ordem). 4 Junte o feijão cozido e deixe em fogo baixo por aproximadamente 30 minutos. 5 Acerte o sal; finalize com a salsinha bem picada e sirva.
Receita da chef Renata Cruz, do restaurante Amici, São Paulo, SP (leia o endereço no Guia. no final desta edição).

Legenda 1:
No restaurante Amici, a chef Renata Cruz faz pratos que confortam a alma e o paladar, como o picadinho que ilustra esta coluna

AS NOVIDADES DO MERCADO

Belgas
• A Importadora Beer Maniacs acaba de trazer ao Brasil quatro variedades da cerveja belga Affligem. A Blond traz aromas sutis de mel e especiarias aliados e um corpo leve e baixo amargor. Tem 6,8% de teor alcoólico. Também com 6,8% de álcool, a Dubbel tem sabor que remete a torrefação e amêndoas. Mais potente (8,5%), a Tripel é frutada, com leve adocicado e amargor presente. A edição sazonal de Natal Noël tem 9% de força alcoólica com notas licorosas e picantes. beermaniacs.com.br

• Corsendonk – Da cervejaria de mesmo nome, chegam três novidades: a Agnus Tripel, uma Strong Golden Ale, cor dourada, encorpada, com lúpulo marcante e sabor frutado, com a segunda fermentação na garrafa. Pater Dubbel, com 6,5% de álcool, cor avermelhada, frutada, com notas de uva-passa e chocolate, também ocorre a segunda fermentação na garrafa. Já a Tempelier, uma Belgian Pale Ale de cor cobre, aroma leve de lúpulo, tem notas adocicadas do malte e notas frutadas. Tem 6% de teor alcoólico. Bier und Wein. buw.com.br

Inglesas
A Boxer traz mais três cervejas inglesas para ampliar seu portfólio. Bastante suave e com o frescor do lúpulo, a Old Golden Hen tem 4,1% de teor alcoólico; a Abbot Reserve tem coloração vermelho-rubi, é encorpada, com 6,5% de álcool e sabores caramelados, frutado e final levemente amargo. O destaque fica para a Old Crafty Hen, cerveja que passa por barris de carvalho, traz sabores maltados que lembram caramelo e bala toffee, notas de uvas-passas, baunilha e madeira. O lúpulo também aparece no aroma herbáceo e com um refinado amargor. Tem 6,5% de teor alcoólico. boxernet.net

Italianas
A tradicional importadora de vinhos La Pastina traz para o mercado três cervejas italianas da Mastri Birrai Umbri, a Bionda Cotta 21, Scura Cotta 74  e a Rossa Cotta 37, essa de cor cobre, opaca, com aromas de frutas cítricas e no sabor notas de caramelo. As cervejas não são filtradas nem pasteurizadas. lapastina.com.br

Bauhaus Trig’or
Mais uma para a linha da Cervejaria Premium, a Bauhaus Trig’or, uma Wheat Ale, cerveja de trigo com fermento menos pronunciado e lúpulo acentuado, tem toques herbáceos e final seco, cor dourada e ótima formação de espuma. Tem 5,2% de álcool. Cervejaria Premium. cervejariappremium.com.br

André é diretor de arte de Prazeres da Mesa. Edu é autor do blog edurecomenda.blogspot.com. Os dois são especialistas em cerveja e amigos de copo.

Matérias Relacionadas