Prazeres da mesa

Brasserie lendária

Por: Prazeres Da Mesa | 5.mar.2018

A emblemática brasserie Fouquet’s, situada nas avenidas des Champs-Élysées com a George V, é um clássico de Paris 

A Fouquet’s Paris, brasserie parisiense fundada em 1899, e que atualmente pertence ao grupo Lucien Barrière, junto ao hotel que leva seu nome, acaba de reabrir as portas totalmente repaginada. O projeto é do designer de interiores Jacques Garcia, que manteve a decoração clássica do lugar, com seus painéis de madeira clara, lustres e poltronas de veludo vermelho com preto. Os retratos em preto e branco de celebridades que frequentaram o lugar mostram sua já famosa ligação com o mundo do cinema e das artes. As placas com nomes tais como Edith Piaf, Charles Aznavour ou Jean Gabin indicam quais eram as mesas preferidas.

Para celebrar a reabertura da brasserie o triplamente estrelado chef Pierre Gagnaire elaborou um novo cardápio trazendo, com criatividade, a tendência atual de pratos vegetarianos, veganos e leves, como o que leva vagem, cogumelos, lascas de parmesão; ou o tabule de quinoa vermelha e branca, ou as pinças de caranguejo royal, bok choy (couve-china) no vapor e a maionese de wasabi. Também reinventou receitas tradicionais, como o tartare Fouquet’s, que mistura carne bovina com atum vermelho e queijo Beaufort, ou o bacalhau fresco poché no azeite de oliva, vinagrete tailandesa com soja fresca.

Outros clássicos que permanecem são o tartare bovino, acompanhado de deliciosas batatas fritas chamadas pomme coin de rue; a bisteca de boi servida com molho béarnaise; ou ainda a sole meunière (linguado ovalado) com manteiga e azeite de oliva com limão.

As criações do chef são surpreendentes, e sempre respeitando o terroir e o bem-estar dos clientes, oferecendo receitas saudáveis.

Para acompanhar, a carta de vinhos é uma das mais completas, com garrafas de champanhe, como Laurent Perrier, Veuve Clicquot e Ruinart, em versões brut e rosé, grande cuvée, como Pommery Cuvée Louise 2014, Dom Pérignon 2006 e 2004 e Louis Roederer Cristal 2007 e 2005. Entre os vinhos, destaque para os tintos Aloxe Corton 1er cru, Les Fournières; Antonin Guyon 2012, da Borgonha; Crozes-Hermitage, Les Paillanches, Maison Ogier 2015, do sul da Vallée du Rhône, ou ainda o Saint-Estèphe, Château Haut Marbuzet, Cru Bourgeois Exeptionnel 2007, de Bordeaux. Brancos também grandiosos, como o Pouilly-Fuissé, Plénitude de Bonté, Domaine des Deux Roches 2013 ou ainda o Meursault, Domaine du Pavillon, Albert Bichot 2014. Mas, atenção! Os preços são salgados.

Para o programa ser completo, o ideal é dar continuidade com uma estada luxuosa em uma de suas belas suítes.

Le Fouquet’s 
99, Av. des Champs-Elysées 75008 Paris, tel.: (00xx)+33 (0)1 40 69 60 50

Marina Gobet_site

*Formada em gastronomia pela Lenôtre, a paulistana Marina Gobet tem a sorte de morar em Paris há mais de dez anos.

Colunas recentes

Colunas