Prazeres da mesa

De Paris, com amor

Por: Prazeres Da Mesa | 12.nov.2014

Sempre dá vontade de trazer o melhor da França na mala, por isso garanta um espaço para esses souvenirs imperdíveis
Após uma estada gastronômica na Cidade Luz, que tal quatro dicas de recordações gourmets para voltar junto com sua bagagem? Sem esquecer que podem ser ótimos presentes para os amigos.

Guloseima saudável
Esse pequeno sachê de apenas 40 g contém tirinhas compostas de polpas de frutas com pectina. Saudáveis, elas não contêm conservantes nem adição de açúcar. Compostas principalmente de polpa de maça, elas são encontradas nos sabores framboesa, morango, mirtilo-romã, maracujá-manga e, o mais recente lançamento, 100% maça.
Este é um snack ideal para levar na bolsa durante uma caminhada, um passeio ou viagem. Substitui perfeitamenteas as tradicionais balas – minha filha é fã incondicional.
Podemos encontrar nos supermercados parisienses. O sachê de 40 g de N.A.! Nature Addicts custa 1,19 euro.

Mostarda em tubo
Esta mostarda com gengibre, apesar de ser forte, é refrescante. Seu sabor picante dará um toque especial nas carnes brancas e nos molhos. Sua embalagem em forma de tubo é prática e fácil de transportar, ideal para um piquenique. Há também nos sabores pastis; mel e curry; e ervas da Provence. Encontra-se na loja da própria marca Sur les Quais; no mercado coberto da Place d’Aligre, 75012; ou ainda na Macis (Rue de Lévis, 46, 75017). O tubo de 50 g da Moutarde au Gingembre Sur les Quais custa entre 5,50 e 7 euros.

Tentação de tubo
Fácil de levar, ele pode ser degustado a qualquer hora do dia em qualquer lugar.
Basta dar uma apertadinha! Ideal com crepes, bolos e biscoitos, também pode servir para decorar doces e dar um toque especial as sobremesas. O tubo de 80 g de crème caramel Salidou custa 2,95 euros. Encontra-se na La Grande Epicerie de Paris (Rue de Sèvres, 38, 75007) e na Lafayette Gourmet. O mesmo produto já existe em potes de vidro de 30 g a 1 kg.

Tablete para colecionador
Esta embalagem divina oferece um tablete de chocolate amargo (75%) com recheio de groselhas pretas. Patrice Chapon, chocolatier e proprietário da marca que leva o seu nome, elabora seu próprio chocolate. Cada excelência (cru) de cacao tem uma gravura diferente do século XVII. Há variantes recheados  com limão ou ainda praliné e tabletes clássicos de origens como Cuba, Venezuela e Peru, sem esquecer dos diferentes teores de cacao. Muito mais divertido do que colecionar figurinhas. Custa aproximadamente 5,60 euros. Encontra-se nas butiques da Chocolat Chapon (Rue du Bac, 69, 75007; Avenue Mozart, 52, 75016).

Marina Gobet_site

*Formada em gastronomia pela Lenôtre, a paulistana Marina Gobet tem a sorte de morar em Paris há mais de dez anos.

Colunas recentes

Colunas