Prazeres da mesa

ESCOLA DO AÇÚCAR

Por: Prazeres Da Mesa | 7.jul.2014

Estrela da pâtisserie francesa, Christophe Michalak realiza sonho ao inaugurar o próprio espaço de aulas

Por Marina Gobet

Aos 40 anos, Christophe Michalak tem um currículo de dar inveja. Ele trabalhou para nomes importantes como Fauchon, Ladurée e Pierre Hermé. Em 2000, integrou a equipe do hotel Plaza Athénée como chef pâtissier e continua assinando a carta de sobremesas do hotel até hoje. Talentoso e versátil, Christophe é também autor de seis livros, participa de dois programas na televisão francesa (canal France 2) e, além de tudo isso, o bonitão posou para a grife de moda IKKS. Apesar da agenda lotada, no fim do ano passado Christophe realizou seu maior sonho e abriu a própria escola em Paris!

Assim como ele, a escola é estilosa e oferece um conceito original e descontraído. Situada numa rua movimentada e comercial, ela tem uma sala de aula e um corner com pâtisserie para viagem. Tornar sua profissão e suas criações acessíveis a todos sempre foi o objetivo de Christophe. Por esse motivo, ele optou por um conceito diferente – junto a sua equipe de chefs explica a importância da origem das matérias-primas, como obter o melhor de um doce ou como associar os diferentes sabores, e tudo isso sem complicar a vida.

São dois os tipos de curso: o MC1 e o MC2 (Master Class 1 e Master Class 2). No primeiro, seguem-se os conselhos do chef utilizando um produto fetiche, como chocolate, praliné ou caramelo, além de diferentes frutas e especiarias, como baunilha e fava tonka. Limitado a seis pessoas, o curso dura 2 horas. O segundo (MC2) é uma aula demonstração que permite a descoberta de variações em torno de uma sobremesa tradicional, emblemática ou moderna, podendo ser esta de origem francesa ou de outros lugares do mundo. Christophe se inspira nas estações, em suas viagens e em seus encontros. Com duração de 3 horas, aceita até 12 pessoas.

Para ver os temas, as datas e os cursos ministrados pelo próprio Christophe, basta acessar o site. Há também opções de aulas para crianças e de doces sem glúten. A escola é pequena e a atmosfera intimista é muito agradável. Em tempo: a especialidade de Christophe é uma pâtisserie mais leve e menos doce que a tradicional, ou seja, suas receitas levam menos gelatina, açúcar e gordura, porém são igualmente saborosas.

Ele diz que sua maior motivação é a criatividade sem limites! Por isso, cria todos os dias. Um exemplo é o gâteau du jour (bolo do dia) vendido na butique. Ele conta que desde a inauguração (há cinco meses), a receita nunca foi repetida. O prazer de criar faz parte de seu dia a dia, e isso é muito excitante. No quesito originalidade, destacam-se os chocolates em forma de fita K7 e de chinelo de dedo. As embalagens são práticas e perfeitamente adaptadas para levar para casa, como as verrines em recipientes de plástico fechadas com tampa. Só um cuidado: não vá prestar mais atenção no bonitão do que nas receitas!

Christophe Michalak
christophemichalak.com

Marina Gobet_site

*Formada em gastronomia pela Lenôtre, a paulistana Marina Gobet tem a sorte de morar em Paris há mais de dez anos.

Colunas recentes

Colunas