Prazeres da mesa

Reportagem

É hora de desacelerar

A chef banqueteira Rita Atrib ensina receitas para uma ceia descomplicada e que podem ser feitas com antecedência

Por: Prazeres Da Mesa | 6.dec.2017

 Por Stephanie Vapsys

Fotos Raphael Criscoulo

Neste fim de ano, aproveite cada momento ao lado dos amigos e familiares. Celebre o Natal como manda a tradição. Enfeite a casa, planeje a ceia e deixe-se encantar por cada detalhe. Desfrute da magia do espírito natalino sem pressa. Para muitos, esta é a época mais corrida do ano, mas não deveria ser assim. Natal é tempo de renovação e paz. Por isso, aproveite as festas para desacelerar e desestressar.

Para lhe ajudar na tarefa de não transformar os dias de festa em sinônimo de correria, convocamos a chef Rita Atrib, do bufê e rotisserie Petit Comitê, para nos ajudar nesta doce tarefa. Rita preparou uma ceia descomplicada e com receitas que podem ser preparadas com antecedência. Assim, é possível curtir tanto o dia de preparação quanto os dias de ceia sem a menor preocupação.

Superstar da cozinha

Rita Atrib

Rita Atrib

Arquiteta de formação, Rita Atrib teve seu primeiro contato com a cozinha quando fez especialização na França. Para conseguir se manter no exterior, trabalhou em restaurantes e descobriu que gostava de cozinhar. De volta ao Brasil, largou o escritório de arquitetura e começou a realizar pequenos jantares, por isso o nome Petit Comitê.

Aos poucos os encontros para poucas pessoas foram aumentando e quando percebeu já estava preparando bufê para grandes eventos, como a São Paulo Fashion Week e shows de estrelas do rock. Rita já teve a oportunidade de servir estrelas como David Bowie, Whitesnake, Rolling Stones, Guns’N’Roses, Coldplay e muitos mais. A lista é longa…

Fã de música desde pequena, a chef já serviu boa parte de seus ídolos e adora participar desse tipo de evento. “É muito legal porque eles têm as preferências deles e a gente cuida com todo o carinho”, diz. É ela quem dá conta de realizar as exigências peculiares dos astros do rock, que sempre resultam em boas histórias. “Já cheguei a usar néctar do agave, salmão do Alasca e até precisei encontrar bebidas que não vendem por aqui.”

De tanto trabalhar nesse meio até decorou do que os artistas gostam. “O Steve Tyler sempre pede um doce de frutas vermelhas, senão ele enlouquece. Já o Axl Rose pede um frango inteiro – e o engraçado é que da última vez ele comeu tudo e deixou toda a carcaça montada. Não sabemos como ele fez isso. E ainda tem os Rolling Stones que amaram o suco de abacaxi com cidreira que servimos e a toda hora pediam para repetir.” Além das solicitações, ela também faz questão de sempre montar uma ilha de comidas brasileiras que é sucesso garantido nos shows.

Depois de se acostumar com a rotina de grandes eventos, há pouco mais de seis meses, Rita decidiu investir em um novo negócio: uma rotisseria. “No começo fiquei em dúvida em assumir mais uma responsabilidade, mas decidi experimentar. Abrimos e deu supercerto”, afirma. O sucesso foi tanto que em pouco tempo ela já adquiriu o imóvel do lado e está expandindo a loja. Agora, além de pedir, os clientes também poderão comer no Petit Comité.

Prepare a ceia com antecedência 

A pedido de Prazeres da Mesa, Rita reuniu pratos que compõem uma ceia descomplicada. A chef optou por alimentos leves e que podem ser servidos frios. “Além da facilidade, também combina com nosso clima, uma vez que costuma fazer muito calor na época de Natal. Sou a favor de uma ceia totalmente fria”, diz. A chef também escolheu pratos para todos os gostos. Tem opções para vegetarianos, para quem busca por novidades ou até para quem não quer abandonar os clássicos natalinos.

Alguns pratos até ficam melhores se preparados antes, caso da salada de quinoa e rosbife de mignon, que ganham mais sabor com o passar dos dias. O rosbife pode ser preparado até dois dias antes e, no dia da festa, é só selar e fatiar. Se for servir frio, tire da geladeira 2 horas antes de os convidados chegarem. Se optar pelo prato quente, antes de servir, tire da geladeira, cubra com papel-alumínio, preaqueça ao forno e esquente. “O mesmo vale para a quiche de três cogumelos e o peito de peru que ficam bons se servidos frios ou quentes”, afirma.

A quiche, assim como as sobremesas, podem ser feitas com até um mês de antecedência. “Aproveite um dia mais tranquilo para prepará-la. Depois, deixe esfriar, cubra com papel plástico e coloque no freezer. No dia anterior ao de servir, é só passar para a geladeira. Assim descongela naturalmente e não altera a textura e o sabor”, diz.

Já o cuscuz costuma durar dias. Rita explica que o bacalhau é um dos peixes que têm prazo de validade maior, por isso não há perigo de estragar. “É só deixar na geladeira.” Com uma ceia dessas, não há desculpa por falta de tempo. É só se programar e aproveitar as festas ao lado dos convidados.

01/12

Acesse para conferir as receitas de torta toffee de macadâmia e fios de ovos, cheesecake de Ovomaltine com praliné de avelãs, salada de quinoa com minilegumes, nuts e frutas secas ao azeite de summacquiche de três cogumelos, peito de peru assado na marinada de ervas e cuscuz de bacalhau e palmito pupunha.

Matérias Relacionadas