Prazeres da mesa

Extras

Pimenta à mesa

Chef Carlos Ribeiro, do paulistano Na Cozinha, ensina receitas que valorizam o sabor picante

Por: | 15.may.2012

Por Luciana Mastrorosa
Foto RJ Castilho

Até o dia 20 de maio acontece a segunda edição do Festival da Pimenta, em São Paulo, realizado por uma turma de chefs unidos em torno do mote “por uma vida mais picante”. Idealizado por Hugo Delgado, do Obá, o evento reúne 12 restaurantes este ano. Pimentas em pó, em pasta, secas, frescas, defumadas e em conserva entram nas receitas, numa tentativa de mostrar ao público que pimenta não é só ardor, “mas também sabor e perfume”, como explica o chef Carlos Ribeiro, do restaurante Na Cozinha, um dos fortes incentivadores do festival.

Além de valorizar as inúmeras variedades de pimenta, as criações de Ribeiro para o evento homenageiam também o centenário do escritor Jorge Amado, que ajudou a imortalizar os temperos da Bahia – pimentas inclusive – em suas obras como Gabriela Cravo e Canela e Dona Flor e Seus Dois Maridos. Para compor as receitas, o chef contou com a ajuda da baiana Tereza Paim e do chef confeiteiro Ricardo Iozi. A convite de Prazeres da Mesa, o chef ensina a preparar pratos que usam a pimenta como tempero principal – entre elas, o queijo coalho dourado com pimenta sichuan, uma de suas criações apresentadas no evento deste ano.

Paraibano de nascimento e amante da culinária oriental, o chef está acostumado a lidar com variados tipos de pimenta e, aqui, sugere algumas variedades que podem fazer toda a diferença no prato. A já citada sichuan, pequenina e seca, vem da China e confere um toque exótico às preparações.

Já as variedades dedo-de-moça, a pimenta-de-cheiro, a malagueta e a jalapeño, esta mais conhecida pelo uso extenso na cozinha mexicana, podem ser usadas frescas ou secas em molhos, massas, saladas e até sobremesas. O segredo é a parcimônia. “Se preferir pratos menos picantes, retirar as sementes das pimentas ajuda a suavizar bastante o ardor, mas mantém a contribuição das pimentas no aroma e no sabor”, garante o chef.

Além do queijo coalho, que pode ser servido como uma entrada prática e muito saborosa, Ribeiro ensina a fazer um perfumado espaguete com mariscos temperado com pimenta-de-cheiro, pimenta-do-reino e shichimi togarashi, uma mistura japonesa de pimentas vermelhas moídas, que cai bem como primeiro prato. Aos amantes de sabores fortes, a pedida é o músculo com quiabo e pimenta-de-cheiro, feito com carne bovina e camarão seco. “É um prato em homenagem a Xangô, no Candomblé”, explica o chef. A mistura leva ainda azeite de dendê, compondo um ensopado muito bom para os dias frios.

Clique nos links abaixo para aprender a preparar as receitas do chef Carlos Ribeiro:

Queijo coalho com pimenta sichuan

Espaguete com mariscos e pimenta shichimi togarashi

Músculo com quiabo e pimenta-de-cheiro (comida de Xangô)

Conheça os restaurantes que participam do Festival da Pimenta 2012:

Na Cozinha
nacozinharestaurante.com.br

Obá
nacozinharestaurante.com.br

Dui
www.duirestaurante.com.br

Marakuthai
www.marakuthai.com.br

Pimenta Fantasma
www.pimentafantasma.com.br

Mercearia do Conde
www.merceariadoconde.com.br

Condessa
www.condessacafe.com.br

Bar da Dona Onça
www.bardadonaonca.com.br

Suri Ceviche Bar
www.suri.com.br

Taizan
www.restaurantetaizan.com.br

Shintori
www.shintori.com.br

Portal da Coréia
(11) 3271-0924

Matérias Relacionadas

Os comentários estão fechados.