Prazeres da mesa

Reportagem, Viagens

ROMANCE E HISTÓRIA

Pouco badalada, quando comparada ao Piemonte e à Toscana, a Lombardia, na Itália, é cheia de charme, paisagens deslumbrantes e tem um hotel que encanta e reconforta

Por: Prazeres Da Mesa | 28.mar.2017

Por Ricardo Castilho, de Erbusco, Itália

Fotos Ricardo Castilho e Divulgação 

Restaurante gastronômico e spa podem conviver no mesmo espaço? Se o lugar em questão é o italiano L’Albereta, um Relais & Châteaux na Província de Brescia, na região da Franciacorta, na Lombardia, a resposta é sim. O charmoso hotel, instalado nas colinas e rodeado de vinhedos de onde se obtêm as uvas para a produção de alguns dos melhores espumantes italianos, divide-se em espaços voltados para a saúde e outros nos quais a gastronomia dita as regras. Em todos eles, porém, está presente o convite para relaxar, romancear e interagir com a natureza.

Claro que não precisa se dividir para experimentar cada proposta do hotel. E, nesse caso, tenha a certeza de que a boa mesa e a paz do lugar são o elo de ligação com a felicidade. No Spa Henri Chenot – único na Europa que se dedica a tratamento de estresse, ansiedade ou depressão –, a perda de peso fica em segundo plano. Boas pedidas, tanto a massagem revigorante quanto a energizante, são feitas em banheira de hidromassagem e mexem com todos os músculos. O espaço conta ainda com o restaurante Benessere, em que os pratos são bem cuidados e vão além de saladas, com massas leves e bem recheadas e sobremesas que deliciam o comensal, caso do pudim de leite de coco com morangos e nibs de cacau.

L’Albereta Relais & Châteaux

 Comendo muito bem

Entretanto, se a pegada é a gastronomia, vá se preparando para fazer do Vistalago Bistrô um dos locais preferidos no L’Albereta. Como o nome revela, a vista do lugar é para o belíssimo Lago Iseo e para a Ilha Montisola. Nesse restaurante, a festa começa no café da manhã, que tem grande variedade de bolos, pães e tortas feitos diariamente. Queijos, embutidos locais e sucos orgânicos completam a mesa. Outra pedida certeira: ficar no terraço e desfrutar do cenário e da calma. Nas outras refeições, entra em cena um cardápio de bistrô com opções interessantes, como saladas da horta própria e massas de produção artesanal. A burrata com tomates é entrada imperdível. Na sequência, a tagliata na grelha, o tonnarelli cacio e pepe ou a costoletta di vitelo ala milanese, pedidas que agradam seja pelo bom uso de ingredientes da região, seja pela perfeita elaboração.

A estada do visitante, porém, só ficará completa com um jantar no LeoneFelice, restaurante aberto em 2014, com cozinha mais elaborada e menus longos. Ali, o comando das caçarolas fica a cargo do jovem e talentoso  Fabio Abbattista, que, sem tirar os olhos da tradicional gastronomia italiana, faz uma culinária contemporânea e cheia de técnica, com releituras bem-vindas. É nessa pegada que surge o leve e delicado cannolo com queijo de cabra e pó de tomate; ou a versão do espaguete alho e óleo, que leva caranguejo. Para encerrar, um  tiramisù crocante, com biscoito de amêndoas, gelatina de café, zabaione de amaretto e tuiles de café. Um final perfeito e que deixa saudade ao paladar.

01/12

Giro pela região

Apesar de L’Albereta convidar ao ócio contemplativo ou, no máximo, a uma leitura acompanhado por boa taça de espumante local, a região abriga passeios que se fazem necessários. No século XI, a Lombardia abrigou os monges clunistas (de Cluny, na Borgonha), que migraram da França para a Brescia. Na bagagem deles estavam mudas de uvas como a Chardonnay e a Cabernet Sauvignon, o que explica em parte que os vinhos da região se assemelhem em qualidade aos espumantes da francesa Champagne. A produção está delimitada em 20 quilômetros entre os arredores da cidade de Brescia e as margens do Lago Iseo. Aliás, os ventos gelados das montanhas, cobertas de neve por seis meses no ano, são um presente para os vinhedos e colaboram para manter a sanidade da vinha. Visitar vinícolas como a Ca’del Bosco e a Bellavista é entrar na história da região e, claro, degustar grandes espumantes. Além das vinícolas, o monastério clunista San Pietro in Lamosa e a Abadia de Rotengo Saiano também marcam a passagem dos monges pela região e datam do ano de 1050. Uma vez em Iseo, aproveite para fazer um passeio de barco pelo lago, ou aceite o convite que a pequena cidade lhe faz para uma caminhada. Além de simpáticos cafés, lojas que vendem embutidos e queijos locais, o visitante pode deparar com a primeira estátua na Itália em homenagem a Giuseppe Garibaldi. Ao redor dela, barracas de peixe vendem, inclusive, pescados prontos para o consumo. A pequena feira satisfaz pela qualidade dos produtos e deixa a certeza de que viajar à Itália é sempre para um encontro com as delícias da mesa e da vida.

01/12

Confira as receitas de massa caseira com queijo caccio e pimenta e filé de vitela fassona à “pizzaiola”.

L’Albereta Relais & Châteaux

Via Vittorio Emanuele, no 23 – 25030, Erbusco. albereta.it

Matérias Relacionadas