Prazeres da mesa

Cervejas, Reportagem

SANDUBAS VINTAGE

A chef Mariana Valentini preparou sete receitas especiais de sanduíches que combinam perfeitamente com uma das cervejas que fazem parte de nossa lista de campeãs

Por: Prazeres Da Mesa | 4.aug.2016

Por Carolina Esquilante

Foto RJ Castilho

Produção Luana Prade

Hoje em dia é tanta a parafernália para montar sanduíches, que os mais jovens nunca devem ter visto o acessório de fazer tostex no fogão e ter esperado ansiosamente por aquele queijo bem derretido, com o inconfundível cheirinho de tostado da parte que ficou para fora, do pãozinho crocante e com uma cor irresistível. Pensando nisso, convidamos a chef Mariana Valentini, hoje à frente do Brodo Rosticceria e do recém- -inaugurado La Bici, para preparar sanduíches fáceis, rápidos e com muito sabor, para você receber os amigos em casa e acompanhar com uma boa cerveja. De quebra, ainda conversamos com nosso especialista em cerveja, André Clemente e harmonizamos tudo, para você não ter quase nada de trabalho.

La Bici

O ambiente rústico, decorado com guidões de bicicletas e fotos em preto e branco coladas na parede, de diferentes tipos de magrela, é a marca registrada do La Bici – que significa “a bicicleta”, em italiano. “Queria algo bem acessível, por isso não tem nada caro na decoração. Além disso, o objetivo é incentivar as pessoas a vir até aqui de bicicleta, e a levar uma vida mais saudável”, diz Mariana. Inaugurado há três meses, é quase uma extensão do Brodo – os dois imóveis são geminados e um dos salões do Brodo fica no primeiro andar do La Bici –, mas com uma proposta completamente diferente. “Há algum tempo venho pensando em montar uma casa com cara de verão, e menu mais leve, acessível e descontraído, ligado à comida saudável”, afirma a chef.

A ideia ganhou forma e o cardápio conta com cinco opções de sanduíche e cinco de salada. “Procuro usar o que acho de mais fresco e hoje recebo entrega de hortifrúti todos os dias”, afirma. Apesar de servir sanduíches, no esquema em que o cliente pede e paga no caixa, sem garçons, Mariana faz questão de dizer que pensou cada ingrediente, para que fosse tudo o mais artesanal possível, e passasse bem longe da comparação com fast food. A começar pelo pão dos sanduíches, produzidos por ela, diariamente: “Eu preparava essa focaccia quando trabalhava em Siena, na Itália. Levei-a para o Valentina, meu antigo restaurante, e todo mundo adorava. Quando decidi que faria os pães, não tive dúvida de que seria esse, mas faço um corte diferente, no estilo ciabatta”.

01/12

Especiais para Prazeres da Mesa

Mariana preparou algumas versões do cardápio, no formato de tostex e criou outras exclusivas, caso do que leva recheio de presunto royale e queijo brie: “Esse não faz parte do menu do La Bici, mas queria começar com o brie, algo mais simples, que não perdesse o toque de sofisticação”. Para acompanhar esse preparo, André Clemente sugere a Weissbier, pois a cerveja de trigo é refrescante e ajuda a “limpar” a gordura do queijo e do presunto. Ainda nos preparos rápidos, o de caprese com aspargos promete agradar. A ideia é combinar com a Tripel, por ser uma cerveja condimentada, de aromas frutados que casam perfeitamente com os aspargos.

Mas o verão pede também sanduíches mais naturais, assim como as cervejas. “As do tipo Pilsen refrescam e têm um leve amargor. É a escolha certa para o tostex de caponata com cenoura e beterraba, por não ser pesada e acompanhar a leveza do preparo”, diz André. Os mais substanciosos não deixam de fazer sucesso e não há quem resista a um belo sanduíche de porco, que no La Bici ganhou o nome Crazy Pork. “Esse criei em homenagem ao meu pai, que é criador de porcos. Ele é composto de carne louca suína, com chutney de manga, repolho-roxo e queijo de minas meia cura”, diz Mariana. Para harmonizar, a dica é a blond, por ser uma cerveja com estrutura para acompanhar a carne de porco, que é mais forte, e ao mesmo tempo tem leve aroma terroso e é um pouco adocicada. O BLT, composto de queijo, bacon, alface, tomate e ovo frito, também entra na categoria dos mais pesados e pede uma cerveja com amargor pronunciado, para contrabalançar com o a gordura do bacon e a untuosidade do ovo, deixando o paladar limpo. A escolha certa é a IPA. Preparos com rosbife são difíceis de não agradar. O de Mariana leva rosbife caseiro, cebola caramelizada em vinho, cogumelos, agrião e mussarela e pode ser degustado com a Belgian Dubbel, com sabor rico de malte, caramelo e tostado que combinam com o caramelizado da cebola.

Por fim, o queridinho da chef e o de mais sucesso da casa, maminha na cerveja, creme de queijos, relish e brotos. “Cerca de duas vezes ao mês, fazemos um evento na calçada que se chama Brodo à La Luna. O sanduíche de maminha era o que o público mais pedia e foi uma exigência para a casa nova”, afirma Mariana. O fato de a maminha ser cozida na cerveja escura pede uma harmonização com um toque de tostado, como a Dunkel.

Agora é sua vez. Escolha um de nossos sete preparos, vá para a cozinha e se delicie, com uma boa cerveja, é claro!

01/12

Confira as receitas de tostex caprese com aspargos; tostex de rosbife caseiro, cebola caramelizada em vinho, cogumelos, agrião e mussarela; tostex BLT com ovo frito; tostex de caponata, cenoura e beterraba; tostex de presunto royale e queijo brie; tostex de maminha na cerveja, creme de queijos, relish e brotose tostex de carne louca suína com chutney de manga, repolho-roxo e queijo de minas meia cura

Matérias Relacionadas