Prazeres da mesa

Arquivo, Notícias, Sem categoria

Capacitando jovens cozinheiros

Nestlé Professional realiza quarta edição de projeto que busca a inclusão de aprendizes no mercado de trabalho

Por: Prazeres Da Mesa | 11.jul.2018

Por Beatriz Albertoni
Fotos _Tibiko/Zerolux, divulgação

Jovem Aprendiz da Cozinha do Brasil

“Da primeira turma que tivemos no programa, em 2015, a maioria está empregada. Então vocês têm o direito de sonhar”, disse o chef Laurent Suaudeau em bate-papo com jovens cozinheiros participantes da quarta edição do projeto Jovem Aprendiz da Cozinha do Brasil, realizado pela Nestlé Professional.

A iniciativa é uma extensão do Young Culinary Talents (Yocuta) e está presente em diversos países da América Latina, como Colômbia, Chile, Peru e México. No Brasil, 186 jovens entre 18 e 26 anos já foram capacitados pelo programa, sendo que 68% estão empregados em cozinhas de dentro e fora do país.

A primeira etapa de capacitação, realizada nos dias 13 e 14 de junho, contou com a participação de 40 jovens, selecionados entre escolas públicas, cursos técnicos de gastronomia e instituições. Outra etapa será realizada nos dias 21 e 22 de agosto. A cada fase, 12 jovens são selecionados para uma experiência de 108 horas no Instituto Laurent e outros 12 para um curso de confeitaria ministrado pela equipe de Nestlé Professional com o apoio do chef pâtissier Flavio Federico.

01/12

Para serem selecionados, os participantes precisam reproduzir receitas ensinadas pelos chefs, onde são avaliados proporção de ingredientes, organização e padronização, além de realizar uma prova escrita. Na primeira onda de capacitação, Suaudeau, um dos idealizadores do projeto, preparou uma farofa e ensinou diferentes técnicas de corte básicos na gastronomia, como julienne e brunoise. Na parte da sobremesa, Flavio Federico fez torta com massa de doce de leite e merengue, exaltando ainda a importância da limpeza da área de trabalho e de evitar o desperdício de alimentos.

Mas antes de todos colocarem a mão na massa, os colaboradores do programa se reuniram com os jovens aprendizes para uma conversa sobre o que esperar da profissão. “Não é tarefa fácil”, afirma Flavio. “Nosso trabalho é fazer as pessoas felizes, por isso precisamos nos dedicar muito. E tudo é aprendizado.” O chef Laurent diz que o importante é saber ouvir aqueles que detêm o conhecimento e ter competência. “Obrigação, disciplina, postura e responsabilidade como cidadão e com os alimentos. Precisamos entender que por trás de uma ‘simples’ cebola existem muitas pessoas.”

Além de terem contato com técnica e conhecimento de nutrição e produtos durante o programa, os participantes recebem orientações do RH para se prepararem para entrevistas e para o primeiro contato com futuros empregadores, oferecendo assim uma base sólida para que esses jovens talentos despontem no mercado de trabalho.

Matérias Relacionadas