Chefs

Claude Troisgros

Que Marravilha! (GNT) e Chez Claude e Grupo Troisgros Brasil

Depois de quatro décadas vivendo no Brasil, Claude Troisgros já pode se apresentar como metade brasileiro. O francês, que foi um dos responsáveis por mostrar aos brasileiros os encantos dos produtos de nossa terra e a valorizar os ingredientes locais, conquistou ainda mais público graças a seu carisma e sotaque exibidos nos programas de tevê.

Claude nasceu em uma das famílias tradicionais da gastronomia mundial. Nos anos 1930, seu avô Jean-Baptiste provocou um tumulto na cozinha francesa ao servir vinho tinto para acompanhar um peixe. anos mais tarde, Pierre – pai de Claude – e seu imrão Jean, junto com Paul Bocuse inspiraram a revolução gastronômica chamada de nouvelle cuisine.

O salmão tostado servido com molho de azedinha se tornou um marco da cozinha e foi responsável por colocar o Restaurante Troisgros, em Roanne, no mapa da gastronomia mundial. Tanto que a prefeitura da cidade pintou sua estação de trem nas cores rosa-salmão e verde em homenagem ao prato. As sonhadas três estrelas no Guia Michelin chegaram nessa época e continuam mantidas até hoje.

Continua após o anúncio

Com o instinto de fazer revolução em suas veias, Claude chegou ao Brasil e construiu uma ponte entre as cozinhas francesa e brasileira. Formado pela Escola de Hotelaria Thonon Les Bains, Claude Troisgros veio ao Brasil pelas mãos de Gaston Lenotre, que há 38 anos desbravava a gastronomia carioca com o restaurante Le Pré Catelan.

No Rio de Janeiro, Claude formou família e, apaixonado pela terra, começou a valorizar os sabores locais, desprezados por aqui. É o caso do caju, jiló, mandioca e açaí, ingredientes que se tornaram companheiros fiéis de clássicos como o foie gras e o caviar.

Ao longo das quatro décadas no Brasil, Claude Troisgros abriu vários restaurantes e se tornou consultor de tantos outros. No exterior, fez história também. Sua cozinha já viajou o mundo todo, encantando desde astros da música pop como Mike Jagger e Elton John a autoridades como os presidentes Clinton e François Hollande.

No Olympe, no Rio de Janeiro, recebeu o título de um dos 100 melhores restaurantes do mundo. Em seu menu passaram  pratos fascinantes como a terrine de palmito pupunha com foie gras e rapadura; gnocchi de batata-doce-roxa e bacalhau imperial, com queijo da canastra e a crepe soufflé de maracujá.

Em 2017 a cozinha da casa passou para as mãos do filho Thomas. Nos últimos anos, Claude inaugurou restaurantes, como: CT Brasserie, CT Boucherie, Chez Claude e Brasserie Le Blond. As casas são versões de sua cozinha mais informal, que fazem parte do Grupo Troisgros Brasil.

Há 10 anos, ele é apresentador no canal GNT e atualmente comanda no canal o “Que Marravilha”, em que ensina receitas aos telespectadores. Ainda no GNT, apresenta ao lado dos chefs Felipe Bronze, André Mifano e Helena Rizzo a competição culinária The Taste Brasil.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Leia também

Fechar
Botão Voltar ao topo