Colunas

Mania de Taiwan

O sucesso do bao, o pãozinho assado ao vapor com recheios tão autênticos quanto aqueles que combinam carne de porco, pó de amendoim e folhas fermentadas

Bao fez exatamente o caminho contrário. Os irmãos Shing Tat Chung e Wai Ting Chung, mais a chef Erchen Chang, aproveitaram o sucesso que seus sanduíches taiuaneses faziam (e ainda fazem) no Netil Market, em Hackney, e inauguraram no ano passado um espaço com 30 lugares, no Soho. Ali, Erchen aposta na cozinha de Taiwan como referência, mas inventa e mistura um bocado com outras culturas.

Sem fazer reservas, a casa tem fila na porta a qualquer hora, qualquer dia da semana. Ali mesmo na calçada alguém da simpática equipe entrega uma cópia do cardápio, usado também como comanda.

Continua após o anúncio

Apelidado pelos críticos ingleses de Momofuku de Londres, o Bao serve xiao chi – pequenas porções individuais. A sugestão é combinar duas entradinhas e dois gua baos, como são chamados os pãezinhos de massa branca cozidos ao vapor. Recheado com porco assado, pó de amendoim, folhas fermentadas e coentro, o clássico custa 4 libras (22 reais). Tem também o com frango marinado no leite de soja e depois frito, mais maionese de Sichuan, e kimchi (vegetais fermentados típicos do receituário coreano), tudo num bao com gergelim. Por 5 libras, cerca de 28 reais.

O desfile continua com a pastinha apimentada de berinjela servida com massa wonton crocante, e com a picanha maturada com molho de soja envelhecido. Para finalizar, bao de massa de donut e recheio de sorvete de Horlicks (aquela bebida láctea de malte). O cardápio tem poucas e boas opções de drinques, vinho, saquê, cidra, cerveja e até uísque. E também tem chá gelado taiuanês com espuma de leite.

Bao
53 Lexington Street, W1F 9AS
baolondon.com

Mostrar mais

Artigos relacionados