Prazeres da mesa

Reportagens

Couvert indispensável

Cantaloup surpreende os comensais oferecendo pães artesanais antes da refeição

Por: Prazeres Da Mesa | 14.sep.2018

Por Stephanie Vapsys

Fotos Ricardo D’Angelo

Mesmo sem querer, o Cantaloup sempre teve uma forte ligação com a panificação, isso porque o restaurante paulistano ocupa o espaço de uma antiga fábrica de pães. Com mais de 20 anos de tradição, a casa é conhecida por servir deliciosos pratos leves, cheios de sabor e pela ótima carta de vinhos, mas nos últimos anos outra coisa tem chamado a atenção da clientela da casa, o couvert feito com uma seleção de pães artesanais.

Há cerca de cinco anos, o restaurante comandado pelo restaurateur Daniel Sahagoff contratou um funcionário para ficar responsável exclusivamente pela produção de pães e, desde então, o couvert vem ganhando cara nova. “Sempre fizemos nossos próprios pães aqui no restaurante, mas depois que o Gilmario da Silva entrou para cuidar diariamente da panificação, nosso couvert começou a ter uma aceitação maior. Acredito que houve um aumento entre 30% e 40% no número de pedidos”, diz o chef Valdir Oliveira.

Se em muitos restaurantes o couvert é visto pelos comensais como uma parte dispensável da refeição, no Cantaloup a regra é outra. É só conferir as axvaliações do restaurante na internet. Entre elogios, os internautas deixam a dica: “Não pulem o couvert”. “Vendemos em média 200 couverts por dia no restaurante. Às vezes, quando vejo que um cliente deixou parte da comida no prato, costumo perguntar se houve algum problema. Na maioria das vezes eles respondem que é porque exageraram nos pães”, diz Valdir.

Parte do sucesso é devida ao jeito como o couvert é servido. Nada de meia dúzia de pães deixados na mesa. Tanto no almoço quanto no jantar, um garçom fica desfilando no salão com um carrinho com a cesta de pães. Passando de mesa em mesa, ele diz quais são os sabores do dia e, na maioria das vezes, convence os comensais a provar um pãozinho. “Desse jeito nos certificamos de que os pães sempre cheguem quentinhos às mesas e, além disso, assim os clientes podem repetir várias vezes os sabores preferidos”, afirma Valdir.

O chef Valdir Oliveira conta que entre os motivos para o sucesso do couvert está o fato de o garçom passar regularmente de mesa em mesa, oferecendo ao comensal pães quentinhos e dizendo quais os sabores do dia

O chef Valdir Oliveira conta que entre os motivos para o sucesso do couvert está o fato de o garçom passar regularmente de mesa em mesa, oferecendo ao comensal pães quentinhos e dizendo quais os sabores do dia

A composição da cesta muda a cada dia, mas entre as opções estão a focaccia, a baguetinha, o pão de queijo, o pão de mandioquinha, o pão amanteigado e o grissini que pode ser recheado com abóbora, mandioquinha, linguiça ou ervas finas. “Sem dúvida, o pão de queijo, o amanteigado e o de mandioquinha são os que mais saem.”

Para Prazeres da Mesa, o chef Valdir Oliveira revela os segredos do sucesso do pão de queijo e do pão amanteigado. “Antes de assar o pão de queijo, polvilhamos um pouco de queijo minas para formar uma casquinha crocante. Essa casquinha é nosso diferencial. Já o segredo para deixar o pão amanteigado perfeito é colocar uma colher de manteiga dentro da massa, antes de assá-la.” Também são dicas do chef, sempre usar farinha de boa qualidade e tomar cuidado com a temperatura. O forno não pode passar de 180 graus, senão corre o risco de os pães assarem demais por fora e ficarem crus por dentro.

Para ninguém passar vontade, o Cantaloup compartilhou as receitas de pão de queijo e pão amanteigado, mas quem quiser experimentar o couvert completo e provar os pães quentinhos não pode deixar de fazer uma visita ao restaurante.

Matérias Relacionadas