ExpovinisNotícias

Humberto Leite, professor do Senac, ensina a harmonizar vinhos licorosos com sobremesas brasileiras

Por Túlio Silva
Fotos divulgação

Humberto Leite, professor do Senac, ensinou na quarta-feira (24), primeiro dia da Expovinis 2013, na capital paulista, como harmonizar vinhos licorosos com sobremesas tipicamente brasileiras. A partir da história desse tipo de vinho, muito famoso e com nomes próprios em vários países europeus – Vinho do Porto, Marsala, Jerez, entre outros – o professor chegou à produção nacional apresentando rótulos ainda não muito conhecidos.

Clique aqui para ver mais fotos do evento na fanpage de Prazeres da Mesa no Facebook

Continua após o anúncio

“Os vinhos do Brasil vão à sobremesa” foi o nome da aula, que apresentou quatro rótulos. O primeiro, Mistela Reggio di Castela, é proveniente da Serra Gaúcha e feito com a uva Moscato Giallo. Foi indicado para harmonizar com cocada, Romeu e Julieta, flan com caramelo, salada de fruta com abacaxi glaceado ou manjar de coco em que a calda seria feita também com o vinho.

Ao segundo, Dom Candido Licoroso, diretamente do Vale dos Vinhedos, e também elaborado com uvas Moscato, foram sugeridas sobremesas como bolo de banana, apfelstrudel ou sobremesas com cupuaçu como base.

O Perini Éden Fortificado, grande estrela da apresentação, por conta da variedade de Moscatéis combinaria muito bem, segundo o professor, com peras em calda, doce de mamão ou de abóbora – com esse, para Humberto Leite, a combinação seria perfeita.

Por fim, foi apresentado um vinho de sobremesa tinto, já sendo esse um grande diferencial da rodada de harmonizações. O Reggio di Castela, feito com uvas Cabernet Sauvignon – e o mais alcoólico de todos, com 17,6% de álcool – combina muito bem com tâmaras frescas, banana caramelada com poucas especiarias, sorvete de creme com gengibre cristalizado, ou mesmo cocada.

Uma das metas do professor era a de quebrar o mito de que vinho licoroso seria de baixa qualidade; por meio da legislação dessas bebidas, que indicam as regras de sua produção, e oferecendo pequenas doses dos vinhos citados, a audiência teve a chance de aprender mais sobre a bebida, que já tencionou-se chamar “estilo Porto”.

Para Humberto Leite, “o importante na harmonização de vinhos licorosos com sobremesas é a tentativa e erro; com ela, há a possibilidade da criação de um banco de dados, construção de memórias organolépticas. Com o maior consumo e acertos constantes, o degustador se tornará capaz de pensar em grupos de harmonização, facilitando ainda mais os acertos.”

Mostrar mais

Prazeres da Mesa

Lançada em 2003, a proposta da revista é saciar o apetite de todos os leitores que gostam de cozinhar, viajar e conhecer os segredos dos bons vinhos e de outras bebidas antecipando tendências e mostrando as novidades desse delicioso universo.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo