Destaque PrincipalReportagens

Tem na geladeira

Receitas de tortas fáceis para fazer em poucos minutos, com poucos ingredientes e que prometem alegrar seus dias em casa

Estamos passando por tempos difíceis. A pandemia da Covid-19 nos obrigada a fazer uma pausa na rotina e ficar mais em casa. Mas, nem por isso, esse período tem de ficar sem sabor. Sendo assim, separamos receitas e dicas que prometem te ajudar a matar o tempo de forma mais prazerosa. Além disso, ficam aqui ideias que, não importa qual seja a situação, sempre serão uma solução simples e rápida: fazer uma boa torta. E são inúmeras as receitas, doces ou salgadas, para lhe auxiliar em um momento como esse.

Com 10 anos de existência, o Pastifício Primo nasceu em Pinheiros, na capital paulista, e se destacou pela qualidade das massas e molhos que serve. “Celebrar dez anos de gastronomia é sensacional! Crescemos para dez unidades espalhadas em algumas das principais cidades do Brasil e queremos mais. Nossa missão é fazer um alimento saudável, fresco, sem conservantes e para toda a família”, diz o fundador da marca, Ivan Bornes. Ao longo da última década muita coisa aconteceu na vida de Ivan e de seu pastifício, mas um dos marcos mais importantes foi há cerca de cinco meses.

Tudo começou com o sonho de Ivan de se mudar para o Canadá com a família, mas só tomou forma de verdade quando Vicente di Cunto apareceu na figura ideal para cuidar do negócio durante esse período. “Estou curtindo muito com a família aqui em Montreal. E tenho a fortuna de contar com um sócio incrível que está liderando as operações do Primo. É ele quem toca o dia a dia”, afirma Ivan.

Continua após o anúncio
Torta fácil de frango com requeijão. Fotos: RJ Castilho

Também descendente de italianos, Vicente sempre esteve ligado à gastronomia – seu sobrenome não é mera coincidência. Ele é neto de um dos fundadores da tradicional Di Cunto, confeitaria, pastifício e restaurante italiano, criado em 1935, em São Paulo.

Agora, depois de 20 anos trabalhando com tecnologia, ele volta a suas raízes no Primo. A convite de Prazeres da Mesa, Vicente se uniu à irmã Andrea e à franqueada Andrea Satriani para criar receitas simples e gostosas para esta reportagem.

Sem chance de errar

“A receita de mac and cheese é uma das massas mais simples de se fazer. Minha filha de 12 anos sempre faz e adora. Então, pensei em transformá-la em uma torta, trazendo ainda uma opção vegetariana”, diz Vicente. “Pesquisei e vi que é um preparo muito comum nos Estados Unidos.” Para dar o toque pessoal, o trio optou por usar base de massa integral simples, rechear com penne e regá-lo com um molho branco. Aqui, um adendo aos amantes de queijo que desejarem um sabor mais intenso: vale aumentar a quantidade do ingrediente, descrita na receita, para ter um sabor mais forte.

Torta mac & cheese. Fotos: RJ Castilho

Andrea di Cunto ficou encarregada da sobremesa. Designer de interiores, ela viveu por sete anos na Itália, depois mudou-se para a Inglaterra, onde morou por mais cinco anos e, recentemente, voltou ao Brasil. Assim, foi buscar as referências em suas andanças e as reuniu na tarte tatin de maçã, feita com massa de farinha de arroz. “De todas, essa é a única que tem de ser servida logo que sai do forno porque fica uma delícia quente, acompanhada de uma bola de sorvete”, afirma Vicente.

Sobrou, e agora?

Quem nunca abriu a geladeira e se deparou com diversas sobras? Pois para aproveitar os ingredientes que já protagonizaram outras refeições, nada melhor do que transformá-los em torta. Para dar nova aparência e evitar qualquer desperdício, Andrea Satriani tratou de criar duas tortas. A primeira delas é salgada e foi recheada com frango, mas o sabor pode variar de acordo com o que tiver à mão.

“Não me dou bem com a massa podre, sempre passo mal. Então, fui testando receitas até achar uma que não me causasse malestar. Além disso, eu tinha problema em sovar a massa, achar o ponto correto. Nessa, o processador faz tudo sozinho”, diz Andrea.

Tarte tatin de maçã. Fotos: RJ Castilho

Formada em pedagogia, ela começou a trabalhar com comida depois que o marido foi transferido para o Rio de Janeiro. Um certo dia, ela convidou alguns amigos do casal para um brunch e todos se surpreenderam com os quitutes servidos. “Muitos deles eram da indústria farmacêutica e começaram a me indicar para fazer coffee breaks. Quando voltei a São Paulo, eu já gostava do Primo e tinha vontade de ter uma franquia”, afirma ela, que, entre conversas com Ivan, com o marido e com amigos que entraram como investidores, conseguiu abrir uma unidade.

Ainda sobre a massa da torta salgada, Andrea contou que há alguns segredos, como pincelar azeite ou óleo para garantir o brilho da camada superior. “E gosto de fazer distintas decorações para saber diferenciar os recheios”, diz. Outro ponto importante da receita é utilizar o processador em vez do liquidificador, assim a mistura terá mais espaço para girar. “Essa é uma massa que não pode ser muito sovada ou trabalhada porque, senão, ela desenvolve muito glúten e encolhe no forno.”

Igualmente fácil é a receita da massa doce: torta de chocolate com frutas. A base é feita com as castanhas, como a de-caju, do-pará e amêndoas. “Adicionei biscoito e manteiga em ponto de pomada e coloquei tudo no processador. Depois de pronta, é só abrir direto na forma usando as mãos e passando uma colher para alisar a massa”, diz Andrea. Para rechear, uma ganache de chocolate e as frutas que restaram do dia anterior.

Sobre a manteiga na receita de Andrea, ela entra em ponto de pomada porque não há adição de farinha de trigo. Se a tivesse, o ideal seria utilizar a manteiga gelada porque retardaria a hidratação do glúten, evitando que a massa fique elástica demais, encolha ao ser assada e perca estrutura. Como curiosidade, é também por causa do desenvolvimento do glúten que muitas receitas pedem para que a massa descanse na geladeira antes de ser aberta ou para que seja preparada em ambiente ou superfície frios.

Todas essas tortas podem ser adaptadas tanto em relação à massa quanto ao recheio. E ai, que tal olhar para o que está sobrando em sua geladeira?

Etiquetas
Mostrar mais

Isabel Raia

Na equipe desde 2014, Isabel Raia é editora de Prazeres da Mesa. É formada em jornalismo, pela PUC-SP e pela Universidad de Castilla-La Mancha (na Espanha), e pós-graduada em Cozinha Brasileira, pelo Senac. Isabel tem na gastronomia uma de suas grandes paixões (principalmente se a receita incluir queijo ou chocolate).

Artigos relacionados

Leia também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar